joomla analytics

PORTAL DO SABER

CENTRO DE ESTUDOS E FORMAÇÃO

  
  

Formação

Workshops

Explicações

Sala de Estudo

Ocupação de Tempos Livres

Médicos, gestores, economistas e engenheiros. Estas são as profissões que devem ser escolhidas pelos jovens que querem garantir uma elevada probabilidade de emprego em Portugal. Isto foi, pelo menos, o que aconteceu no passado. Nada garante que será assim no futuro. A única garantia está na educação. Seja qual for o curso, mais educação é sempre melhor do que menos. Assim o mostra a história, assim o revelam os países."
Helena Garrido

 

A língua falada e a língua escrita

Esqueçam a piada porque - apesar de as aparências estarem contra nós - o assunto que pretendemos tratar é sério.
Primeiro, porque o texto REPRODUZ CORRECTAMENTE a forma como estas pessoas falam.

Segundo, porque a tradição oral continua a ser a principal forma como as línguas se transmitem de geração em geração... qualquer criança aprende primeiro a falar do que a ler e a escrever... se nascer no Alentejo falará exactamente da mesma forma que ouviu falar aos seus ancestrais; se nascer nos Açores irá acontecer exactamente o mesmo.

Terceiro, porque a língua escrita uniformiza e padroniza a língua oral... pelos menos entre as pessoas letradas. Logo a língua escrita deve reproduzir fielmente a linguagem oral eleita como padrão e não, como frequentemente acontece, desvirtuá-la.

Vou dar dois exemplos:

  • Já alguma vez ouviram um velhote - alguém pouco letrado com setenta ou mais anos - a dizer que trabalhou numa "assenha" e que era tão moleiro como os moleiros dos moinhos de vento?
  • Já ouviram alguém falar em ladrões "encapuçados" referindo-se à palavra que, segundo o Português padrão, deveria estar escrita "encapuzados"?

Percebem agora o que queremos dizer?